Neste domingo (4), governador João Azevêdo (PSB) considerou levianas e irresponsáveis as declarações do ex-deputado federal Pedro Cunha Lima, que o acusou de atacar a memória do seu avô, o ex-governador Ronaldo Cunha Lima, durante evento do PSB em Campina Grande, na sexta-feira.

“Passei por uma campanha duríssima em 2022, enfrentando fortes grupos tradicionais da política paraibana, indo para um segundo turno com Pedro Cunha Lima, sem jamais criticar ou mencionar sequer o nome do seu avô na campanha. Portanto, não seria agora, após derrotar Pedro, quando se aproxima uma disputa pela prefeitura de Campina, que traria para o debate o nome de Ronaldo. Como os que se opõem ao nosso exitoso Governo não têm argumentos para se contrapor a tudo que estamos fazendo de bom por Campina, partem para acusações levianas, irresponsáveis”, postou o governador.

Ele acrescentou que os ataques tentam encobrir falhas administrativas e jogar a população de Campina contra o Governo do Estado.

“A disputa terá que ser feita no campo das ideias e ações, comparando realmente o trabalho de verdade por Campina com quem fica apenas no palanque eleitoral fazendo versos e não trazendo nada de concreto para o povo campinense”, concluiu João em suas redes sociais.


POLITICA JP